Gutamaya


“Elegância espontânea”

A fabricante de naves Gutayama tem um acordo de suprimento com o Império semelhante ao que a Core Dynamics tem com a Federação. No entanto, a Gutamaya é uma empresa muito mais nova e foi, na verdade, criada pelo Império. Consideram que as naves da empresa representam a opulência imperial e são instantaneamente reconhecíveis devido a seus contornos elegantes e silhuetas características.

Em 3.000, a “Gutayama Imperial” foi fretada pelo Imperador Gaylen Trasken Duval como parte de uma celebração formal do milênio, em conformidade com a visão do Imperador de um renascimento imperial na arte, no projeto e na arquitetura. O objetivo da empresa, supervisionado pelos construtores Jordan-Blakestow e pela escultora Amita Gutayama, era produzir uma série de naves que combinaria excelência funcional com um estilo visual característico. Essas naves seriam oferecidas por um período limitado para membros selecionados das famílias nobres imperiais como um símbolo do favor do Imperador.

O envolvimento de Amita Gutayama foi imediatamente visível, já que sua reputação havia sido estabelecida por meio de obras de arte públicas respeitadas que incorporavam formas elegantes e delineadas. Isso ajudou a incentivar a demanda pública pelas naves, que se tornaram símbolos de status muito procurados. A demanda era tão alta, que os proprietários foram obrigados a contratar esquadras de acompanhantes militares para prevenir sequestros. O Imperador logo ordenou que a Gutayama imperial fosse produzida integralmente e que parte da sua produção fosse disponibilizada para compra geral.

Desde o início, a Gutayama contratou um círculo de artesãos imperiais talentosos para garantir que suas naves continuassem refletindo os princípios estéticos de Amita Gutayama. Em 3006, quando Amita Gutayama morreu em circunstâncias desconhecidas ela foi sepultada na cripta da família Gutayama no Achenar 6b.

Anterior Faulcon Delacy
Próximo Lakon Spaceways
error: Desabilitado