Introdução


INTRODUÇÃO

“Pois eu mergulhei no futuro, até onde o olho humano consegue ver,
Vi a Visão do mundo, e todas as maravilhas ainda por acontecer

Vi os céus repletos de comércio, argósias e velas fabulosas,
Pilotos do anoitecer púrpura descendo com cargas custosas…

Até que os tambores da guerra deixassem de rufar e arreassem as bandeiras
No Parlamento dos homens, na Federação de terras inteiras.”

– Alfred, Lorde Tennyson, Locksley Hall (1835)

“Como, então, podemos tentar a tarefa impossível de resumir a Federação? Somos aqueles que traçam as linhas. Nossos antepassados, que viveram a agonia amarga das guerras globais, traçaram uma linha aos seus pés e declararam: chega. Consagramos os direitos de todos os cidadãos em nossa Constituição, os sublinhamos e assinamos. Traçamos as linhas que uniram os sistemas estelares pela primeira vez, trazendo a humanidade a novos mundos e abrindo o caminho para o comércio interestelar. E quando a própria humanidade, na exuberância da juventude, ameaçou o equilíbrio delicado da vida alienígena, traçamos mais uma linha; até aqui podemos caminhar legalmente, e só até aqui.”

– Isaac Gellan, presidente da Federação, discurso inaugural (2862)

A Federação é a mais antiga das três superpotências da galáxia, uma entidade geopolítica vasta que se estende desde o sistema central Sol e abrange uma vasta escala socioeconômica. Entre os inúmeros sistemas estelares federais é possível encontrar riqueza extraordinária pobreza esmagadora e tudo entre elas.

Ao contrário do Império, que oferece uma rede de segurança social na forma da escravidão sancionada pelo estado, os membros mais pobres da sociedade federal não têm garantias nem saída. Para eles, viver nas ruas pichadas é inescapável e o abismo entre suas vidas e as dos super-ricos é absolutamente insuperável.

Em seus melhores momentos, a Federação abraça os valores de suas nações fundadoras – democracia, indústria e liberdade – mas a sociedade federal também pode ser competitiva e implacável. As corporações têm poder demais, os políticos frequentemente são corruptos, e prevalece um ideal de sobrevivência dos mais fortes.


Fonte: Elite Dangerous (Codex)


Próximo Histórico
error: Desabilitado