Poder Militar


PODER MILITAR

A marinha federal.
A Federação mantém uma frota de combate desde os dias da primeira colônia federal, que foi estabelecida no sistema Tau Ceti. Sua missão oficial é proteger os cargueiros e defender as fronteiras do espaço federal, mas ela também é utilizada frequentemente contra os cidadãos rebeldes da própria Federação.

Inicialmente, os sistemas integrantes da Federação eram obrigados a contribuir com as naves exigidas, o que complicava o processo de convocação. Mas, após as Guerras das Heranças, as corporações foram encarregadas de produzir frotas centralizadas, gerando um sistema muito mais eficiente.

Os estaleiros navais e a academia de treinamento ficavam originalmente no sistema Anlave, mas a academia foi transferida para o mundo personalizado de Navy Central em Eta Cassiopaeia.

A marinha desfrutou de investimentos massivos após a venda forçada de terras coloniais nas Guerras das Heranças, quando foi utilizada contra os colonos em uma operação que gerou grandes ressentimentos. Quando os Thargoids foram encontrados, em 2849, a marinha foi fortalecida novamente por medo da ameaça alienígena, com mais reforços ocorrendo em 2867 após o que acreditava-se terem sido ataques dos Thargoids.

O governador Raul Santorini defendeu cortes significativos para o orçamento da marinha em 3022, que não foram revertidos até a posse do presidente Varian Scott, em 3144. Scott alardeou a ameaça Thargoid, voltando a aumentar os fundos da marinha e removendo a exigência de que ações militares fossem aprovadas por voto do congresso.

Forças terrestres.
Além das forças básicas, a Federação continua a receber o serviço leal de divisões militares especiais como o Regimento Gurkha, em serviço desde os dias da Terra. A manutenção de tradições de longa data como essa é um elo importante com o passado para os cidadãos federais.


Fonte: Elite Dangerous (Codex)


Anterior Sociedade
Próximo Culturas e Valores
error: Desabilitado