Ishmael Palin


ISHMAEL PALIN

“Se a história da eugenia nos ensina algo, é que não tendemos a ter mais igualitarismo com o tempo, mas sim a encontrar novas formas para que os privilegiados explorem e controlem os necessitados, Mesmo assim, eu sonho ocasionalmente com formas em que poderíamos continuar evoluindo.”

“Se eu pudesse mudar um único aspecto da natureza humana, seria nossa tendência crônica ao tribalismo. Nessa questão, não avançamos um passo em milhões de anos. Quando o sol brilha, nos encontramos e lidamos uns com os outros, mas quando o céu escurece, nos recolhemos e sussurramos com desconfiança. No primeiro lampejo do desconhecido, nos encolhemos como primatas em uma caverna, aterrorizados pelo trovão, confiando apenas em quem tem o mesmo cheiro que nós.”

– Professor Ishmael Palin, memorando aos estudantes, 3289
O professor Ishmael Palin é um cientista especializado na pesquisa de tecnologias e culturas não humanas, com ênfase particular em artefatos materiais. É considerado um dos principais especialistas da galáxia nos Thargoids.

O professor Palin iniciou sua carreira trabalhando no governo federal como membro do Homeland Scientific Council. Em 3301, quando objetos de origem aparentemente não humana foram descobertos em vários sistemas, a Federação lançou um programa de pesquisa e colocou o Professor Palin no comando.

Surpreendendo a muitos, o programa foi encerrado após apenas uma semana, oficialmente por motivo de segurança. Palin recusou-se a comentar a decisão, mas fontes internas revelaram haver grandes divergências de opinião entre Palin e as autoridades federais. Palin insistiu que os frutos da pesquisa de sua equipe sobre os chamados “artefatos desconhecidos”, posteriormente classificados como sensores Thargoids, fossem divulgados a todos, mas os financiadores federais queriam que apenas a Federação se beneficiasse.

Palin prontamente estabeleceu seu próprio órgão de pesquisa – o Instituto Palin – e anunciou sua intenção de mudar-se para o sistema Maia, além das fronteiras do espaço controlado pelas superpotências. Sua nave desapareceu logo após ele partir rumo a Maia. Porém, foi só em 3302 que Palin e sua tripulação foram descobertos, vivos, em cápsulas de escape no sistema Orulas.

Palin revelou que um grupo desconhecido havia raptado a equipe, manteve-os prisioneiros e fizeram longos questionamentos sobre a pesquisa.  Pouco tempo depois, Palin abdicou da chefia do Instituto Palin, nomeando Cora Shaw e citando a oposição ao seu trabalho por “forças ocultas” como motivo. Estabeleceu seu próprio centro de pesquisa independente em Maia A 3 e começou a estudar meta-ligas. um material obtido de estruturas Thargoids apelidadas de “barnacles”.

Em outubro de 3302, Palin descobriu que as metaligas poderiam ser aplicadas ao desenvolvimento de novas tecnologias de defesa, mas, assim que a notícia se espalhou. a Federação bloqueou seu centro de pesquisa com um cruzador de batalha classe Farragut. prevenindo qualquer acesso. 0 ato foi condenado pela Aliança e pelo Império, mas a Federação pareceu não dar ouvidos.

Quase um ano depois, em setembro de 3303, o bloqueio federal foi aberto. Não houve explicações para o bloqueio ou para seu término. Desde então, o evento é considerado o começo do fim da guerra fria federal-imperial.

A carreira do professor Palin é uma inspiração para vários jovens cientistas, em parte por sua determinação de que a pesquisa deve beneficiar a todos e em parte por sua dedicação tenaz para enfrentar repetidas interferências. Ele sabia que, ao escolher estudar os Thargoids, estaria se tornando um alvo, pois havia órgãos ocultos que desejavam intensamente serem os únicos beneficiários dessa pesquisa, mas persistiu com seu trabalho desafiador, mesmo assim.

O professor Palin pode não se considerar um herói, mas é fato que vários cientistas com menos princípios em sua posição teriam se entregado há muito tempo à intimidação ou à promessa de recompensas materiais.


Fonte: Elite Dangerous (Codex)


Anterior Hengist Duval
Próximo Jasmina Halsey
error: Desabilitado