Zachary Hudson


ZACHARY HUDSON

“A verdade é que não se pode fugir das adversidades. É preciso levantar e enfrentá-las. É assim que você se torna mais forte. É assim que você aprende. Talvez você passe fome por um ou dois dias.

Talvez seus filhos tenham os rostos sujos e as roupas puídas. Se isso for o necessário para que você saia em busca de trabalho, que seja. Não vou insultá-lo, tendo pena de você, porque sei que você pode fazer mais. E você também sabe disso.”

“Não sou um monstro, apesar do que pensam os liberais. Eu acredito em ajuda do governo. Mas acredito que ela deve ser reservada para momentos de crise real, e ser pobre não é uma crise!”

“As pessoas podem fazer coisas notáveis quando têm a motivação certa, e essa motivação é algo que nenhum dinheiro do governo pode fornecer. Sem ela, ainda estaríamos na Terra, lutando por qualquer migalha de espaço para viver que o governo nos desse.”

“Tenho uma frase emoldurada na parede. É algo que meu pai costumava me dizer. Quando eu fiquei mais velho, descobri que era de alguém chamado Nieremberg, que viveu há alguns milhares de anos. Diz, ‘Alguns raios divinos escapam da alma na adversidade, como faiscas escapam da pederneira em uso.’ Reflita sobre isso. Leve o tempo que for preciso.”

– Zachary Hudson, entrevista ao Federal Times, 3293
Zachary Hudson é o presidente da Federação, após vencer um voto pela remoção de sua antecessora, Jasmina Halsey, em junho de 3301. Politicamente, Hudson é um republicano e um “falcão”, sem medo de explorar soluções militares para os problemas.

Os país de Hudson eram comerciantes itinerantes que viviam em sua nave cargueira. Desde jovem, Hudson era encarregado de responsabilidades. Ele costumava ficar responsável por seus cinco irmãos menores enquanto seus pais saíam para negociar, e já mencionou que passava várias horas vigiando a carga “sem nenhuma companhia, além de um rifle” caso saqueadores tentassem roubá-la.

O jovem Hudson era grande admirador dos militares e, quando tinha idade suficiente para começar a negociar por conta própria, fazia questão de oferecer um desconto em comida e bebidas para os pilotos. Considerando-se o padrão das refeições servidas nos alojamentos e os baixos salários dos soldados, esse detalhe era bem recebido.

Quando os tempos eram particularmente difíceis e não havia dinheiro para investir no estoque, a família Hudson pousava em planetas semelhantes à Terra para caçar animais, que limpavam e vendiam sozinhos. Hudson enfatiza que isso era perfeitamente legal – não importa quanta fome tivessem, nunca recorreram à caça ilegal. O presidente continua: sendo um bom caçador e gosta de levar convidados diplomáticos a viagens de caça, cozinhando ele mesmo o jantar. Diz-se que Hudson orgulha-se especialmente de seus bifes.

A entrada de Hudson na política foi marcada pela sensação crescente de que o governo federal e seus impostos elevados estavam dificultando a subsistência dos comerciantes recompensando aqueles que não queriam trabalhar. Quando entraves burocráticos impediram que a família docasse por vinte e quatro horas, resultando na perda de toda uma carga de produtos perecíveis, Hudson decidiu fazer algo a respeito.

Hudson nunca serviu ao exército, mas costuma ser considerado “um de nós” pelo comando naval da Federação. Seu velho amigo, Lucas Vincent, é hoje um almirante da frota, e os dois têm uma relação profissional próxima. Hudson ofereceu um apoio considerável ao exército, investindo em melhorias nas instalações de treinamento, reduzindo impostos dos estaleiros e cultivando um respeito público pelas forças armadas.


Fonte: Elite Dangerous (Codex)


Anterior Yuri Grom
Próximo Zemina Torval
error: Desabilitado